Como se dança um exagero? Pode um corpo ser multidão? Como se dançam os beijos não dados? Como se dançam as palavras não ditas? Como se dança um idioma extinto? A partir de um material autoficcional e também de estudos sobre o exagero e a monstruosidade, Mil Besos é uma performance de um corpo que tenta manter-se em pé com 5kg de papel craft na cabeça. Um corpo em busca de um estado de transbordamento. Mil Besos é parte de uma pesquisa que o artista brasileiro Gabriel Machado vem desenvolvendo, nos últimos 10 anos, sobre as transformações do corpo enquanto objeto virtual, a cibernética e a infiltração de tecnologias e recursos midiáticos no corpo humano. Low-tech e high-tech em busca do grotesco, do robótico, do inumano, do superhumano.

Entrar num processo de criação em arte é, de certa forma, desafiar-se a inventar outro mundo. Outros mundos. É um exercício de procurar espaço e tempo para poder destruir o espaço e o tempo. É aventura de produzir ficções outras em meio às ficções que chamamos, na vida cotidiana, de “realidade”. E faz tempo que criar, para mim, tem sido gradativamente desistir de ser humanx. De certo modo, acredito que a humanidade é um projeto que fracassou, e que novos projetos de existência estão por aí, vivos, disponíveis, em curso. Não é pessimismo, nem fatalismo. Pelo contrário: é potência de desejo, é apostar que podemos mais, podemos outra coisa. Pensando assim, criar é sempre morrer um pouco. Morrer, matar, mover.
Princesa Ricardo Marinelli - A BIZARRA QUE SOU EU, COM MIL BESOS, TOCA A EXAGERADA QUE é VOCÊ: poéticas do encontro em nome de um mundo para além do humano

Historico

Residências e processo criativo

2016 
Prêmio de Criação Coreográfica em Residência do Iberescena - Fundo de Ajuda às Artes cênicas Iberoamericanas 


- Espacio Labruc (Madri - Espanha). 
- Transborda - Mostra de Performance. Concentrado Água Viva. (Curitiba - Brasil). Edital Livre 2016 - Fundação Cultural de Curitiba.

2017 
 -  Nave - Centro de Creación en Residencia (Santiago - Chile). Convocatória Internacional de Artes Vivas. Oficina "Emaranhado". 

2018
Edital da Área Dança - Mostra Solar 2018 
- Casa Hoffmann - Centro de Estudo do Movimento (Curitiba - Brasil). 
- Aliança Francesa de Salvador (Salvador - Brasil). 
- A Reinvenção do Cabaré - Residência na Casa Selvática para Artistas Cabareteiros Iberoamericanos (Curitiba - Brasil). Programa Iberescena de apoio a Centros Iberoamericanos em Residência.

2019
Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura do Paraná 
- Festival de Curitiba - Teatro Universitário de Curitiba (Curitiba - Brasil)
- Casa Hoffmann - Centro de Estudo do Movimento (Curitiba - Brasil)
- FIDCU - Festival Internacional de Danza Contemporanea do Uruguay - Auditorio Nacional del SODRE, Dra. Adela Reta (Montevideo - Uruguay)
- Mostra Claudete Pereira Jorge - Teatro Novelas Curitibanas Claudete Pereira Jorge (Curitiba - Brasil)
- Mostra de Solos SESC Cadeião Cultural (Curitiba - Brasil)
- Centro Cultural Sistema Fiep (Curitiba - Brasil)

- 8ª Kinani - Plataforma Internacional de dança contemporânea de Maputo (Moçambique)

Equipe

Conceito, criação/atuação e pesquisa:

Gabriel Machado

Interlocução coreográfica: Princesa Ricardo Marinelli
Interlocução dramatúrgica/cênica:Paula Lice

interlocução artística:Ricardo Nolasco

Interlocução poética:

Jussara Belchior
Iluminação/design de luz: 
Semy Monastier
Design sonoro/trilha original:

Jo Mistinguett

Figurino: Cali Ossani e Patricia Cipriano

Produção: Mari Paula